quinta-feira, 10 de setembro de 2009

O Caveira Recomenda: INOCENTES - O Barulho dos Inocentes.

Hoje dei uma passada na JAM Sons Raros aqui em Nóia City e comprei dois CDs de bandas que são verdadeiras lendas do punk rock nacional. Um é do Inocentes, outro dos Garotos Podres.

Nem ouvi o segundo ainda, portanto vou comentar só sobre o do Inocentes, uma banda que eu tinha curiosidade de ouvir há tempos mas da qual não tinha nenhum material.

Os caras são verdadeiros pioneiros do punk no Brasil, com a banda tendo sido formada em 1981. O álbum que comprei é "O Barulho dos Inocentes", lançado em 2000. É um disco com a banda tocando só sons de outras bandas, quase todas aqui do país.

Claro que o principal motivo que me levou a comprar o CD foi a presença de um cover de "Nos Braços da Vampira", uma das minhas músicas favoritas dos Zumbis do Espaço. Mas tem vários outros sons legais nesse álbum, como o excelente cover de "Sandina", dos Replicantes. "Franzino Costela" é outra faixa legal, mas não sei de que banda é.

Outro som antológico é "O Verme", dos Garotos Podres, que já foi coverizada também pelos Zumbis do Espaço. Aliás, a letra dessa música é Zumbis puro, até parece uma música escrita por eles. Essa versão do Inocentes ficou show de bola também.

Mas não dá pra dizer que a banda acertou em tudo. O cover "aportuguesado" de "I Wanna Be Your Boyfriend", dos Ramones, ficou constrangedor. Ficou com cara de Bidê ou Balde. Taí uma faixa que seria completamente dispensável no álbum.

Outro som que vale a pena ser conferido por qualquer fã do estilo é "Restos de Nada". Essa aí não é exatamente um cover, pois foi escrita pelo próprio Clemente do Inocentes, na época em que ele era da banda Restos de Nada - que, até onde eu sei, é hoje considerada a primeiríssima banda punk do Brasil.

Pelo que pesquisei em rápidas googladas aqui e ali, a faixa "Desequilíbrio" é cover de uma banda de mesmo nome, que uns ex-companheiros de Clemente na Restos de Nada formaram nos anos 80 depois do fim da banda.

"Quanto Vale a Liberdade" é talvez a faixa mais esquisita do álbum. Parece até um som do Ira, inclusive com uns violinos comendo solto. Aparentemente, a música é um cover do Cólera, outro grande nome da cena punk de São Paulo dos anos 80.

"Periferia" é uma composição de ninguém menos que Jão, guitarrista e membro fundador do Ratos de Porão, a mais clássica banda punk nacional.

Uma coisa que achei uma merda é que o encarte só contém as letras e o nome dos autores das faixas coverizadas, mas sem referência ao nome das bandas que originalmente escreveram e gravaram esses sons. Tem algumas músicas muito legais no CD que eu simplesmente não faço idéia de quais bandas são, como "Sujos e Bêbados" e "Inimizade".

O Barulho dos Inocentes, além do nome bem sacado, é uma ótima pedida não apenas para conhecer a sonoridade do Inocentes como, também, uma boa forma de conhecer um pouco mais do punk rock nacional dos anos 80, uma cena que produziu muito material de qualidade e de grande autenticidade e honestidade artística.

O Caveira recomenda!

3 comentários:

Pira disse...

os covers que tavam faltando informação:

são paulo - 365
franzino costela - sex noise
sinto - olho seco
sujos e bebados - mack (mas nunca foi gravada pela banda, depois o fogo cruzado gravou no lp s/t deles)
inimizade - fogo cruzado
repeat please - maria bacana

Henrique disse...

Pira, muito obrigado pelas informações! :)

Essa "Sujos e Bêbados" é ótima, me admira que mais gente não tenha feito cover dela até hoje.

Henrique disse...
Este comentário foi removido pelo autor.